SOROCABA E REGIÃO

Situação de Marinho Marte poderá mudar na próxima semana


A situação de Marinho Marte (PPS), afastado das funções de secretário de Relações Institucionais e Metropolitanas da Prefeitura de Sorocaba e de vereador, deverá ter uma definição na próxima semana. Isso foi o que ele próprio acenou nesta sexta-feira (17). Na semana que vem, vence o prazo concedido pela Justiça para que se conclua uma investigação do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) em que Marte é acusado de cobrar valores indevidos de assessores enquanto vereador.

Nesta semana, surgiram rumores de que há grande chance de ele voltar a atuar como vereador. Marinho Marte, no entanto, não fala em qualquer hipótese. "Só saberei na próxima semana", diz de forma sucinta. O cargo do qual ele está licenciado na Prefeitura é ocupado atualmente pelo ex-prefeito Flávio Chaves.

Por determinação da Justiça, a pedido do MP, o vereador licenciado está proibido de exercer as funções de secretário, ou mesmo de assumir sua cadeira de vereador na Câmara. Há ainda uma determinação para que ele não se aproxime de testemunhas do caso. No mês passado, a Sétima Câmara de Direito Público deu prazo para o fim da investigação -- 20 dias. Após isso, Marinho Marte poderia ser reconduzido ao cargo, como ele acredita.

O promotor Orlando Bastos, responsável pelo inquérito civil no MP, não comentou a questão. A Prefeitura, por meio da Secretaria de Assuntos Jurídicos e Patrimoniais, informou que ainda não foi notificada sobre a eventual decisão judicial.