SOROCABA E REGIÃO

Homem esfaqueia bebê no colo do pai


A Polícia continua a procurar pelo agressor de uma menina de apenas 1 ano e dois meses, esfaqueada gravemente na cabeça no último domingo, quando estava no colo do pai, durante uma festa no Parque das Laranjeiras. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, o estado da criança permanece grave, mas seu pai, de 24 anos, que também foi ferido, recebeu alta médica do Hospital Regional anteontem. O autor da tentativa de homicídio, de 34 anos, era vizinho de onde ocorria a festa, havia deixado a prisão em abril do ano passado, após cumprir 12 anos por homicídio.

De acordo com os investigadores do 8º/11º Distritos Policiais, ele continua sendo procurado, mas até o fechamento desta edição não havia sido localizado. Também de acordo com a Polícia Civil, em 2002, por meio de um inquérito da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), ele foi julgado e condenado a uma pena de 12 anos pelo assassinato de uma jovem, tendo então deixado a prisão em 20 de abril do ano passado.

De acordo com o boletim de ocorrência, o pai, a esposa e o bebê, nascida em 24 de fevereiro do ano passado, participavam de uma festa numa casa vizinha (as vítimas, o autor, e quem dava a festa residem todos na mesma rua), na qual o agressor também estava. O crime aconteceu após ele ser retirado da festa por ter bebido bastante e ser acusado de estar importunando os convidados.

Ao retornar para a festa, o agressor teria questionado o rapaz, que estava com a filha no colo, sobre quem o teria retirado do local. Ele então teria respondido não saber e se virado, momento em que foi surpreendido com um golpe de faca na cabeça da filha, sendo também na sequência ferido no abdome. A criança foi socorrida e levada até o Pronto-Atendimento (PA) do Parque das Laranjeiras, onde foi reanimada e removida ao Hospital Regional para ser submetida a cirurgia. Permanece desde então na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Infantil daquele hospital. Também ferido, o pai foi levado para a unidade de saúde municipal e depois igualmente transferido ao Hospital Regional, de onde teve alta médica na segunda-feira.