Blog do Simões

Reunião entre artistas do teatro e circo : associação ou cooperativa de teatro?


Reunião entre artistas do teatro e circo: associação ou cooperativa de teatro?

Um breve relato


Vinte e quatro artistas do teatro e circo estiveram reunidos (06/08/2018) nas dependências do SENAC,  para conversar acerca da possibilidade da criação de uma cooperativa de teatro e circo, na Região Metropolitana de Sorocaba.

A convocatória da reunião aconteceu mediante um chamamento nas redes sociais. Um boca-a-boca provocado pelo Guto do grupo Escarafunchar, a partir da leitura de um post do blog do Simões, do mês de janeiro. Na sequência, entre as trocas de mensagens, Hamilton Sbrana sugeriu o espaço para a acolher a reunião e trouxe consigo a possibilidade do apoio institucional da equipe de Economia Criativa do SENAC. Foi assim. Um ponto liga o outro, que junta outro e lá estávamos nós reunidos.

A reunião tinha como objetivo principal sensibilizar os artistas para o tema.  A proposta era a de conversar sobre a criação de cooperativa de teatro - prós e contra. Cada um dos presentes se apresentou e, ao mesmo tempo, foram feitos questionamentos iniciais. Nada efetivamente conclusivo. Apenas a certeza que não será fácil, que se conhece pouco do processo e é preciso estudar o tema. Num dado momento a memória do teatro de Sorocaba transbordou e invadiu a sala. A experiência e não-experiência de cada um se transformou em solidariedade, generosidade e vontade de dialogar, trocar e fazer teatro. Teatro é mesmo resistência. O artista e o feijão e o sonho (Origenes Lessa)

Os artistas, ao final, decidiram que desejam continuar a discutir conjuntamente o tema. Assim foi agendado, para o dia 03 de setembro,  outro encontro para discutir as diferenças entre modelos de associação x cooperativa; a orientação de planos de negócios e a sua inserção na economia da criação (prefiro este adjetivo à criativa).

Talvez sejamos feitos da mesma matéria que os sonhos (Shakespeare) e a vida seja sonho (Calderon de La Barca) numa eterna espera de Godot (Beckett). Seja lá qual for esta matéria que nos distingue das outras profissões, que ela nos mobilize a nos encontrarmos mais vezes, vermos o outro em cena com regularidade, nos reconhecermos como profissionais da cena de um teatro vigoroso, potente e luminar produzido na Região Metropolitana de Sorocaba.

Encontrar, conversar, discutir, contrariar, mediar, juntar, calar, falar, opor, pedir, sonhar, acreditar e tudo mais.

Obrigado a todos que compareceram. Evoé!

Por fim, aproveito para comunicar aos leitores e leitoras que este é o ultimo post do BLOG DO SIMOES no Jornal Cruzeiro do Sul. Foram oito meses intensos de produção textual, com mais de 400 mil acessos. Agradeço imensamente ao Fineis pela abertura que proporcionou a crítica teatral e, também, a direção do Jornal Cruzeiro do Sul pela oportunidade de integrar equipe pioneira do projeto - blogueiros.